Resenha do filme ser e ter

Ensaios

RESENHA DO FILME “SER E TER” Esse documentário filmado na França mostra um professor que consegue trabalhar com alunos de diferentes idades em uma mesma sala de aula, desde a infância até o ensino fundamental l.

O professor respeita as diferenças e lida com a individualidade de cada aluno, mesmo sendo rígido, ele tem habilidade para enfrentar diversos problemas dos alunos pré-adolescentes, mostrando a eles que a diferença é o segredo da comunicação, assim como mostra os objetivos gerais do PCNs de História, em que os alunos precisam compreender a sua realidade sendo apazes de identificar o próprio grupo de convívio e as relações que estabelecem co objetivos neste docu OF4 Além de fazer o pape e S p nent page papel de pai, fazendo em uma cena ele ens os, é vis[vel esses or dá importância ao lado os dois papéis, ores a lavar as mãos, concordo com esse gesto na educação, mas é Importante não misturar demais as coisas se envolvendo demais até mesmo na parte afetiva, é preciso saber distinguir ambos os papéis, e se por quando preciso em determinadas situações dentro do contexto escolar. O professor tinha a noção clara de que não estaria ao lado destas rianças para sempr SV’ipe to klew next page sempre. Por isso, procurava criar e desenvolver a autonomia de cada um dos alunos, propondo-lhes trabalhos onde tinham de tomar decisões e revelar iniciativa. Esse é o papel principal de nós futuros professores, temos que desenvolver atitudes e criar situações para que esses alunos possam enfrentar a realidade da sociedade.

Muito interessante também é o envolvimento de diversas atividades, como fazer panquecas, ou mesmo brincar na neve, Isso ajuda o aluno a mudar de ambiente ampliando seu conhecimento, não ficando somente engessado na sala de aula, ssa maneira de ensino não acontece só na França, pois aqui no Brasil existem escolas que levam alunos a passeios com objetivos a serem alcançados, não sendo apenas um passeio e sim contemplando o conteúdo ministrado em sala de aula, interligando a teoria com a prática. A relação professor X aluno deve ser como uma semente, ser cultivada, com muito carinho e atenção, pois um aprende com o outro e não é somente o professor que transmite seu conhecimento, o aluno tem muito a ensinar também, é preciso que o educador saiba escutar e não apenas falar. O professor recisa levar o aluno a pensar, refletir, tornando-se assim capaz com opiniões próprias, sendo sujeitos críticos prontos para enfrentar o mundo que os cercam. Mas existem algumas diferenças da educação da França e a do Brasil, sendo que lá n cercam.

Brasil, sendo que lá na França os pais trabalham em parceria com a escola e professores, valorizando o saber do professor e do ensino oferecido pela instituição, além de receberem salários justos pelo seu esforço, não desanimando ao transmitirem seus saberes docentes. Já aqui no Brasil isso não acontece, poucos são s pais que valorizam as escolas, ou mesmo os professores, além da indisciplina dos alunos e o baixo salário, isso tudo faz com que muitos professores desanimem, deixando de lado a área da educação. Existem escolas aqui no Brasil com dois professores em sala de aula, mesmo assim não são suficiente para o ensino adequado de 35 ou mais alunos na sala de aula, não dando a atenção necessário que eles necessitam, ou mesmo atividades correspondentes para o nível de desenvolvimento, pois muitos alunos nao acompanham o proposto para o ano especifico.

Tenho como experiência essa situação, sou estagiária do CEFAI (Programa da Prefeitura de São Paulo para a Inclusão de alunos) estou em uma turma de 3a série/ 40 ano, acompanho um aluno que tem uma Síndrome chamada Sturge Weber, essa síndrome não o deixa progredir, desde a fala até as suas ações, e por conta disso o atendimento dele é diferenciado, suas atividades são para alunos de 10 ano, pois ele reconhece poucos numeros e 3 diferenciado, suas atividades são para alunos de | 0 ano, pois ele reconhece poucos números e poucas letras, e não tem ondições de acompanhar as atividades propostas para a sala, mas esse atendimento tem a imensa participação da professora da sala, que é muito capacitada na sua profissão, e eu auxilio as atividades que ela passa tanto para a sala, sendo prioritária ao aluno com a síndrome.

Apesar de todos esses acontecimentos, ainda existem alunos capazes de valorizar o saber docente, e por conta desses alunos é necessário que todos nós possamos nos empenhar, dedicando cada dia mais e valorizando o nosso saber, é preciso abrir os portões das escolas e fazer com que a comunidade faça parte de odo o planeamento para que a relação “escola X família” seja de diálogo facilitando o aprendizado dos nossos futuros cidadãos críticos capazes de atuarem na sociedade, temos que nos unir, lutando para que a educação seja o alicerce para a reconstrução do nosso Pais. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA Titulo no Brasil: Ser e Ter Título Original: etre et avoir / To Be and to Have País de Origem: França Gênero: Documentário Tempo de Duração: 104 minutos Ano de Lançamento: 2002 Direção: Nicholas Philibert Actores: George Lopez Música: Philippe Hersant 4DF4

Post a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*