Industria cultural

Ensaios

Introdução à Sociologia/ Turma: CHI Resumo de texto p/ o tema da equipe 3: CULTURA E INDÚSTRIA CULTURAL Texto: MORIN, Edgar. A indústria Cultural. In: FORACCHI, Marialice Mencarini; MARTINS, José de Souza (Orgs). Sociologia e Sociedade: Leitura de introdução à Sociologia. Editora LTC, 2006. p. 253 – 259. ar 2 to view nut*ge Resumo A cultura industrial surge a partir das invenções técnicas, orientada por um rápido processo de inovação subordinado às intencionalidades do capitalismo.

Nessa perspectiva, o esenvolvimento da indústria cultural tem ocorrido em todos os regimes, tanto no quadro do Estado quanto no da iniciativa pnvada. Em ambos os sistemas, pode-se afirmar que existe a concentração da indústria cultural aliada a um propósito de dominação, seja visando “adaptando o seu público a sua cultura” (Estado), com interesses políticos e ideológicos; ou, no intento de “adaptar sua cultura ao seu público” (iniciativa privada), com interesses lucrativos a partir do agrado ao consumidor.

Essa concentração corresponde a um processo burocrático, no qual ão ser selecionadas as informações e definidas o modo pelo qual elas serão transmitidas através dos meios de comunicação; burocratização-padronizada (centralizadora) e a originalidade (a busca pela inovação), e o seu funcionamento se opera a partir desses dois pares.

Em cada caso se estabelece uma relação especifica entre a lógica, Industrial-burocrátlca-monopolística- centralizadora-padronizada, e a contralógica, individualista- inventiva-concorrencial-autonomista-inovadora_ Em rompimento om a lógica, no sistema do Estado se mantém grande resistência antiburocrática, uma vez que as considerações a respeito do lucro são secundarias nesse sistema. Dessa forma, a criação cultural não pode ser totalmente integrada num sistema de produção industrial.

Em termos de correlação entre produção-criação no viés da industrialização, as novas artes da cultura industrial ressuscitam, em certo sentido, o antigo coletivismo do trabalho. Essa modelo de divisão do trabalho é um aspecto geral da racionalização que hama o sistema industrial, iniciada na fabricação dos produtos, que se segue nos planejamentos de produção, de distribuição e termina nos estudos do mercado cultural.

Ainda nessa dimensão, o perfil do criador/autor cultural passa por uma redefinição, ganhando um status de produtor. Todavia, é evidenciado um processo de alienação do autor, no qual se multiplica a flgura de um artista envergonhado de sua obra, havendo perda da identidade do criador com a sua obra e, por conseguinte, desaparecimento da satisfação do artista.

Post a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*