Determinação de oxigênio dissolvido

Ensaios

FACULDADE DE AMERICANA ENGENHARIA AMBIENTAL – 50 SEMESTRE DETERMINAÇÃO DE OXIGÊNIO DISSOLVIDO 1. Introdução A determinação d ar 3 to view nut*ge e fundamental importância para avaliar as condições naturais da água e detectar impactos ambientais como eutrofização e poluição orgânica. Do ponto de vista ecológico, o oxigênio dissolvido é uma variavel extremamente importante, pois é necessário para a respiração da maioria dos organismos que habitam o meio aquático.

Geralmente o oxigênio dissolvido se reduz ou desaparece, quando a água recebe grandes quantidades de ubstâncias orgânicas biodegradáveis encontradas, por exemplo, no esgoto doméstico, em certos resíduos industriais, no vinhoto, e outros. Os resíduos orgânicos despejados nos corpos d’água são decompostos por microorganismos que se utilizam do oxigênio na respiração. Assim, quanto maior a carga de matéria orgânica, maior o número de microorganismos decompositores e, consequentemente, maior o consumo de oxigênio.

A morte de peixes em rios poluídos se deve, portanto, à ausência de oxigênio Objetivo O método consiste na titulação, com Tiossulfato de Sódio, o lodo liberado em quantidade equivalente à quantidade de oxigênio dissolvido na amostra. A liberação do lodo ocorre quando da dissolução, com Ácido Sulfúrico e Fluoreto de Potássio do precipitado formado pela adição à amostra da solução de Sulfato Manganoso e solução de Iodeto de Potássio em meio fortemente alcalino (álcali-iodeto-azida). 3.

Materiais Utilizados Materiais • 03 frascos de OD; volume aproximadamente de 300 mL com as tampas; • 03 erlenmeyer de 250 ml; • Béquer de vidro ou polietileno de 500 ml; • Béquer de vidro ou polietileno de 50 mL; ?? Béquer de vidro ou polietileno de 100 ml; • Buretaa de 10 ou 20 mL; • Pipeta volumétrica 5 mL; • 2 Pipetas volumétrica 10 mL; • Proveta de 100 ml_; • Bandeja funda; • Pera ou dispensador; • Pisseta com água destilada ou desionizada; Reagentes PAGFarl(F3 0,025N: Diluimos 125 mc da Solução Estoque de Tiossulfato de Sódio 0,1 N em balão volumétrico com água destilada fervida e esfriada, avolumamos para 500 mL.

Solução indicadora de amido: preparamos uma pasta de 0,5 g de Amido Solúvel em quantidade mínima de água destilada e dicionamos 80 ml_ de água destilada fervente, agitando sempre. Diluimos a 100 mL, fervemos por alguns minutos e deixamos em repouso. 4. Procedimento para determinação do oxigênio dissolvido coletamos a amostra em um frasco de vidro com tampa cônica esmerilhada e selo d’água com o auxílio de garrafa coletora tipo batiscafo a uma profundidade mínima de 20 cm e preservamos com a adição de 2 mL de Solução de Sulfato Manganoso e 2 mL de Reagente Alcali- iodeto-azida, fechamos bem o frasco, sem deixar bolhas de ar em seu interior e agitamos.

Deixamos decantar até que o volume do recipitado estivesse aproximadamente na metade do volume do frasco e agitamos novamente para que a reação fosse completa. A adição dos reagentes foi feita com o auxnjo de frasco dosador. Após sedimentação do precipitado adicionamos 2 ml_ de Ácido Sulfúrico p. A, tampamos e homogeneizamos. Pipetamos 100 mL desta solução e transferimos para um frasco de Erlenmeyer de 250 mc titulamos com Solução de Tiossulfato de Sódio até coloração amarela e anotamos o volume gasto na titulação. RESULTADOS OBTIDOS: Amostra 4,6 mL,• Branco 2,7 mL; Cálculo de determinação de oxigênio dissolvido: PAGF3ÜF3

Post a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*